Itens filtrados por data: Setembro 2016

Blog

Itens filtrados por data: Setembro 2016
Segunda, 26 Setembro 2016 00:00

Primavera, estação das cores e flores

A principal característica da primavera é o reflorescimento da flora, sendo considerada a estação mais florida do ano. Esse período é marcado por belas paisagens formadas pela natureza, com uma grande diversidade de flores, tais como orquídeas, jasmim, violeta, hortência, crisântemo, entre outras.

A temperatura durante a primavera é bastante agradável, aproveite com sua familiá!

Formato Italínea - Projeto de vida feliz!

Publicado em Blog

Deu, pode dar tchau para as baixas temperaturas e se preparar para dias mais ensolarados e quentes. A troca da estação faz você mudar os hábitos e, principalmente, suas roupas. Está na hora de colocar no fundo do armário os casaquinhos de lã de moletons e deixar as peças adequadas para este período ao seu alcance. Mas, se pensar em arrumação já dá dor de cabeça, pode ficar tranquilo(a), porque separamos algumas dicas que vão tornar essa tarefa uma brincadeira.

Então, o primeiro passo para organizar o seu roupeiro para a temporada primavera|verão é tirar tudo para fora e separar as peças por estação: agasalhos e casacos pesados não precisam mais ficar à mostra. As peças de lã podem ser dobradas e acomodadas em prateleiras, ou você pode guardá-los em sacos a vácuo, pois ocupam menos espaço e evitam mofo, fungos e traças. Ah, casacos de couro também merecem um cuidado especial! A melhor opção é mantê-los pendurados em cabides de espessura mais grossa para não deformar as peças.

Quando tiver todas as roupas separadas, guardadas nos sacos e colocadas nos cabides, limpe o armário e coloque-as dentro dele conforme as dicas anteriores. Nos lugares mais altos, podem ficar as peças que você não usará mais com tanta frequência, ao passo que as preferidas devem ficar na sua altura, para você poder enxergá-las com facilidade. Selecione, também, algumas peças de meia-estação, que podem ser usadas em dias mais fresquinhos (característicos da primavera), como casaquinhos mais leves, blusas de manga comprida.

Acessórios como meia-calça de inverno, cachecóis e lenços podem ser armazenados em caixas organizadoras, ou em divisores dentro das gavetas. Organize esses espaços com os acessórios da estação passada e da atual, para não se misturarem e haver bagunça. Os sapatos fechados como botas de couro e galochas devem abrir espaço para os chinelos de dedo e sandálias. Limpe as solas com pano úmido e deixe pelo menos uma noite arejando em local fresco e ventilado. Na hora de colocar dentro do armário, evite acomodá-los uns em cima dos outros para não danificar – as botas podem ser guardadas em uma sapateira, com suporte ou enchimento dentro para não quebrarem o cano. Você também pode guardar os sapatos em caixa, lembrando, é claro, que isso ocupará mais espaço.

Ah, aproveite esse momento organizer para retirar as roupas que você não usará mais e doá-las. Depois de tudo arrumado, pode relaxar e escolher o seu look do dia.

Publicado em Blog
Segunda, 19 Setembro 2016 00:00

Como guardar suas gravatas

Você já teve aquele pensamento de que algo pequeno não vai ser motivo de bagunça? Pois então, as gravatas são peças que complementam seu traje, mas que, se não tiverem um lugarzinho reservado para serem guardadas, com certeza vão resultar em desorganização. E, para que elas se mantenham novinhas em folha e não ocupem espaço à toa, é necessário que você as organize, principalmente se forem em grande quantidade.

É uma verdade: o formato das gravatas, não importa o tecido em que foram confeccionadas, dificulta a dobra, insistindo que a peça permaneça esticada. Mas existem algumas técnicas e formas de guardar que você pode aderir. Uma das maneiras mais fáceis de organizar as suas é pendurando-as em cabides. Existem vários ganchos e argolas que podem ser encaixados nos cabides, ou mesmo os que já possuem suporte, como o cabide giratório. Você também pode adaptar um organizador de cintos se o espaço for pequeno e você não tiver muitas peças.

Outro jeito que não vai tomar tanto o seu tempo na hora de guardar é mantendo as gravatas esticadas em uma gaveta. O importante é que você separe um espaço só para isso, se não, a bagunça é garantida. Esse jeito é o mais prático para quem tem poucas dessas peças, já que assim umas não ficam sobre as outras. Se você tem muitas gravatas, a dica é separá-las em nichos, ou enroladinhas dentro da gaveta. Você também pode usar caixas organizadoras e separá-las por estampas e cores.

Tudo anotado? Então, não se esqueça de desfazer o nó na hora de guardar as gravatas, isso evita que o tecido seja danificado e as mantêm sempre novinhas.

Publicado em Blog

É bem fácil confundir cardápio saudável com dieta difícil de manter. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, é possível sim planejar uma alimentação voltada para a sua saúde, com muito sabor e para o seu dia a dia. Pensando nisso, selecionamos receitas para os três pratos mais importantes e que não podem faltar na sua rotina: o café da manhã, o almoço e o jantar. Pegue o caderninho, anote os ingredientes e quebre o paradigma da comida saudável.

Café da manhã: a refeição mais importante do dia deve começar – sempre – com o pé direito. Essa é a etapa que vai sustentar você ao longo do dia e dar energias para só tirar proveitos. Então, que tal experimentar um iogurte caseiro ou panquecas de maçã? Confira:

Iogurte Caseiro
Ingredientes:

● 1 litro de leite desnatado
● ½ copo de iogurte desnatado natural
● 1 caixa de gelatina diet com sabor de sua preferência

Modo de preparo:

Ferva o leite e espere amornar. Depois, coloque-o em uma vasilha, misturando o iogurte natural e mexendo até dissolver. Tampe a vasilha, embrulhe em um pano de prato e deixe a mistura descansar por 24 horas. No dia seguinte, leve à geladeira e, enquanto isso, prepare a gelatina diet conforme instruções da embalagem. Quando pronta, misture o iogurte pronto. Conserve a mistura na geladeira até a hora de servir.

Panquecas de maçã
Ingredientes:

● 2 ovos bem batidos
● 1 e ½ xícara (chá) de leite
● 2 xícaras (chá) farinha de trigo
● 1 colherinha de fermento em pó
● ½ colherinha de sal
● ¼ de xícara (chá) de açúcar
● 3 maçãs de tamanho médio, raladas
● Óleo vegetal para fritar
● Açúcar refinado para polvilhar

Modo de preparo:

Em uma tigela, misture os ovos com o leite. Em outro recipiente, combine a farinha de trigo, o fermento em pó, o sal e o açúcar. Depois, misture os ingredientes de ambos e adicione as maçãs. Esquente um pouco do óleo em uma frigideira no fogo médio/baixo. Coloque uma colherada da mistura e espalhe-a. Cozinhe até que fique dourada. Vire a panqueca e cozinhe o outro lado. Ao final, polvilhe com açúcar refinado e, se desejar, adicione xarope.

Almoço: terminar a manhã e iniciar a tarde com um prato delicioso é o que todo mundo espera, não é? Então, dê uma olhada nas receitas de penne com couve e batata-doce recheada.

Penne com couve
Ingredientes:

● 1 cebola fatiada
● 8 dentes de alho amassados
● 3 xícaras (chá) de macarrão penne
● 6 xícaras (chá) de couve fresca picada
● Sal a gosto
● Queijo parmesão light ralado (opcional)

Modo de preparo:

Em uma frigideira, refogue a cebola em duas colheres (sopa) de água. Mexa sempre e acrescente o alho. Enquanto isso, em uma panela, cozinhe o penne. Em outra panela, cozinhe a couve por 15 minutos. Escorra a couve e o penne. Em uma tigela, misture ambas e a cebola refogada. Tempere com o sal e sirva em seguida. Se desejar, polvilhe queijo parmesão light ralado. Depois, é só servir.

Batata-doce recheada
Ingredientes:

● 1 batata-doce média arredondada
● Recheio de sua preferência
● Papel-alumínio

Modo de preparo:

Lave a batata-doce com casca e faça alguns furos com um garfo em toda a superfície. Coloque sobre um recipiente de vidro e leve ao micro-ondas por 8 minutos. Vire e cozinhe por mais 8 minutos. Espete um palito de dente dos dois lados e, se ainda não estiver macia, cozinhe por mais tempo. Retire do micro-ondas e enrole em papel-alumínio para não esfriar. Faça um corte em uma das laterais e pressione com cuidado as duas pontas para que ela se abra. Você pode rechear com os ingredientes de sua preferência: cream cheese, calabresa, queijos, cogumelos, legumes, carne moída, frango em pedaços, diversos molhos ou patês etc. Depois é só saborear essa delícia.

Jantar: E, para fechar a noite, que tal um prato saborosíssimo na companhia de quem você gosta? Prepare sopa de mandioquinha com carne moída ou um suflê de espinafre e arrase.

Mandioquinha com carne moída
Ingredientes

● 500g de mandioquinha
● 1,5 litro de caldo de galinha
● 500g de carne bovina magra e moída (patinho)
● Azeite de oliva
● 2 colheres (sopa) de cebola bem picada
● 1 colher (café) de alho bem picado
● 30g de queijo parmesão ralado
● Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
● Salsinha picada

Modo de preparo:

Cozinhe a mandioquinha com o caldo de galinha. Escorra e reserve. Refogue a carne moída com o azeite e 1 colher (sopa) de cebola. Em outra panela, refogue o restante da cebola e o alho no azeite. Junte a mandioquinha já cozida. Leve a mistura ao liquidificador com um pouco do caldo reservado e bata. Volte tudo à panela, acrescente o restante do caldo, o queijo e a carne moída. Salpique a salsinha e sirva.

Suflê de espinafre

Ingredientes:

● 100g de bacon picado
● 1/2 cebola picada
● 1 maço de espinafre lavado e picado
● 2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
● 2 dentes de alho picados
● 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
● 2 xícaras (chá) de leite
● 1/2 xícara (chá) de queijo muçarela ralado
● 1/4 de xícara (chá) de queijo parmesão ralado
● 3 ovos (as claras batidas em neve)

Modo de preparo: preaqueça o forno a 180 graus e unte as forminhas com manteiga e queijo parmesão ralado. Esquente uma frigideira e frite o bacon, adicione a cebola e refogue até ficar levemente dourada, acrescente o espinafre e refogue por alguns segundos até murchar, reserve. Para fazer o molho branco, esquente uma panela com a manteiga e refogue o alho por alguns segundos, adicione a farinha e misture bem, adicione o leite e continue mexendo com um fuet até engrossar e ferver. Deixe o molho esfriar um pouco, adicione as gemas e misture bem, acrescente o espinafre com o bacon refogado e os queijos, por último adicione as claras em neve misturando delicadamente aos poucos. Coloque a mistura nas formas e polvilhe com queijo parmesão ralado por cima, leve ao forno preaquecido por 10 a 12 minutos.

Publicado em Blog

Você é do tipo que quer conhecer o mundo inteiro, gosta de trocar de lugar, mas quer sempre ter seu cantinho de volta o esperando? Bom, mas você sabia que pode morar em movimento? Com o mundo cada vez mais globalizado, a ideia de morar sobre rodas em vans, trailers, containers, casas sobre roda ou pré-fabricadas transportáveis viraram tendência.

Pode parecer sonho americano, mas não é. Embora o movimento de morar sobre rodas tenha começado nos Estados Unidos, em Airstream, a ideia já tem conquistado o coração de pessoas em todo o mundo. Ainda não vemos com tanta facilidade esses tipos de casas inseridos no meio urbano aqui no Brasil, mas você pode se inspirar para construir a sua, já que além de facilitarem o deslocamento, é um jeito de estar conectada com o mundo sem precisar sair de casa.

Existem diferentes tipos de casas móveis. As mais comuns, os chamados trailers e vans, são veículos automotores equipados com elementos de moradia, perfeitos para viagens e acampamentos nas férias. As casas sobre rodas, por sua vez, são construídas para estarem constantemente em movimento, podendo ser deslocadas através da conexão com um veículo automotor, podendo ter design tradicional ou contemporâneo. Um outro jeito de viver sobre rodas são as pré-fabricadas transportáveis, casas construídas parcial ou integralmente em galpão fabril e depois transportadas para o lugar a serem instaladas – esse tipo precisa de caminhões de transporte e de matérias para erguê-las.

Se você gostou da ideia, precisa saber de algumas coisinhas básicas: a primeira delas é que as casas móveis geralmente são sustentáveis, com sistema modular e sistema de energia renovável, priorizando soluções que visam a sustentabilidade. A segunda, é que essas casas precisam ser funcionais e práticas, com mobília interna funcional e o uso de nichos nas paredes. Ah, mas se você pensou que por serem compactos, os ambientes não serão confortáveis, está enganado: essas casas são planejadas com material leve e projetadas nos mínimos detalhes para você.

Coloque a “casa” nas costas e vá descobrir o mundo. A gente apoia você nessa.

Publicado em Blog
Quinta, 08 Setembro 2016 00:00

Saiba como armazenar seus alimentos

Todos alimentos, frescos ou não, para serem guardados, devem ser bem protegidos. Lembre-se de que, para cada tipo de alimento, existe uma maneira específica de armazenar. Por isso, separamos algumas dicas que irão tornar a tarefa mais prática. Confira.

Carnes e peixes
Leve à geladeira em porções individuais, assim você evita qualquer desperdício, já que irá descongelar apenas a quantidade necessária para cada refeição que for fazer.

Frutas, verduras e legumes
Enquanto estiverem inteiros, devem ser armazenados em temperatura ambiente, sem a necessidade de mantê-los embrulhados ou em sacos plásticos. Não se esqueça de borrifar água uma vez ao dia para evitar que o alimento fique ressecado. Caso você queira guardar uma fruta já cortada, por exemplo, recomenda-se que ela seja armazenada sob refrigeração em potes de vidro. Certos alimentos duram mais quando fechados em embalagens ou sacos plásticos, como a cenoura, a beterraba e o pimentão. Armazene os tomates em temperatura ambiente e não os coloque em sacos plásticos, evitando que estraguem mais rápido. Verduras como alface e rúcula precisam ser limpas e guardadas em embalagens fechadas, preferencialmente de vidro.

*Nunca se esqueça de higienizar qualquer alimento com água corrente.

Ervas e especiarias
Devem ser armazenadas em recipientes de vidro, em temperatura ambiente, de forma que não absorvam a umidade do ambiente. O mesmo é válido para massas – antes de serem cozidas – e arroz.

Sobras das refeições
Logo após o término da refeição, os alimentos devem ser retirados da panela e armazenados em recipientes de vidro. Em seguida, leve-os para a geladeira, pois quanto mais rápido for o resfriamento dos alimentos, menor será o risco de contaminação.

Lembre-se de que, de acordo com especialistas, os recipientes plásticos estão mais propensos a bactérias em relação aos de vidro. Para não ficar com cheiro, recomenda-se que o pote de vidro seja higienizado após o uso.

Publicado em Blog

Uma coisa é certa: a casa fica ainda mais bonita quando leva um toquezinho especial na decoração. E, se você está pensando que precisa de muita obra para fazer isso, está enganado, porque pequenos detalhes, como objetos antigos personalizados, dão personalidade e vida nova aos ambientes. Além de você reaproveitar o que não usa mais de um jeito criativo, ainda exercita seu lado artístico e deixa o lar mais inspirador.

Sabe aquela almofada que não combina mais com a estampa do sofá, ou aquele vaso comprado há alguns anos que não ganha mais tanto destaque na mesinha de centro? Pois então, é aí que entra a customização. É fácil e ainda ajuda você a dar uma cara nova para esses objetos.

Ah, não é porque você deu uma repaginada na estrutura da sua sala que as almofadinhas que você ganhou de aniversário também não podem ganhar cara nova. Uma técnica moderna e perfeita para isso é a do estêncil. Com um molde de recortes vazados que formam figuras é possível personalizar aquelas almofadas e travesseiros lisos com uma estampa exclusiva. Já pensou em um cômodo composto por cores neutras ganhar estampa de flamingo nos objetos? A estampa é a nova tendência de decoração e veio para ficar, por isso dê uma olhadinha em como repaginar suas almofadas:

Materiais necessários:

●  Tintas para tecido
●  Prato pequeno
●  Esponja macia
●  Tecido de fibras naturais (algodão, linho, etc.)
●  Fita-crepe ou durex
●  Jornais velhos ou papel pardo
●  Moldes de estêncil

Modo de fazer:
1. Forre a superfície que servirá de apoio com jornais (ou papel pardo) para protegê-la.
2. Estique o tecido sobre a superfície protegida e prenda-o com fita-crepe ou durex e fixe o estêncil (com durex ou fita-crepe) sobre a parte do tecido que pretende estampar.
3. Coloque um pouco das tintas que deseja usar em um prato pequeno.
4. Molhe a esponja na tinta e comece a aplicá-la, pressionando suavemente de dentro para fora, nos espaços vazados do estêncil.
5. Destaque o durex das bordas do estêncil e retire-o cuidadosamente de cima do tecido. Deixe a tinta secar.
6. Repita a aplicação em locais diferentes da peça até que ela complete a padronagem.

Outro jeito supercriativo de reaproveitar objetos é personalizando porcelana. Já pensou em customizar uns vasinhos de planta para a sua cozinha? Esse ambiente da casa também merece sua atenção. Confira aqui como criar estampas para essas peças que ficam nas prateleiras:

O que você vai precisar para decorar os vasinhos:

Da caneta marcador permanente Sharpie preta para fazer os desenhos na porcelana e 20 minutos de forno em temperatura baixa para reforçar a fixação da tinta na peça.
* É importante que você se certifique, na loja em que comprar a porcelana, se a peça tem resistência a temperaturas mais elevadas.Agora é só soltar a imaginação.

Se você não tem habilidade com desenho, aposte em formas mais simplificadas como bolinhas, quadradinhos ou cruzinhas. Ou, então, se já tem um pouco mais de confiança no desenho, faça formas geométricas contínuas como zigue-zagues e xadrezes. Agora, se você já quer criar uma obra de arte, as formas étnicas e florais ficam lindas nessas peças!

Publicado em Blog

Morar bem não significa, necessariamente, viver em um lugar grande, certo? Muitas pessoas optam por morar em lugares menores levando em conta a praticidade e a comodidade. Apartamentos pequenos podem ser muito aconchegantes se você seguir alguns truques. Integrar de maneira harmônica os espaços pode fazer a diferença para atingir o conforto desejado. Por isso, separamos algumas situações e soluções práticas para deixar o seu cantinho mais espaçoso. Confira:

- Cores para todo lado!

A mistura de cores é muito comum nos apartamentos menores, provocando a sensação de pouco espaço. Por isso, a nossa dica é: escolha uma paleta de cores de sua preferência. Se você não tiver uma paleta em mente, as cores claras são curingas para espaços pequenos, pois fazem com que pareçam maiores. Caso a escolha tenha sido por tons escuros, equilibre com móveis e objetos claros para contrastar.

- Decoração.

Queremos sempre colocar tudo que mais gostamos no nosso cantinho, né? Para que a sensação de pouco espaço não pegue mais você de surpresa, opte por uma decoração em que somente o essencial será usado. Aposte nos tons claros e na madeira para uma sensação de aconchego.

- Pouca luz.

Alguns apartamentos ainda são divididos em ambientes onde a quantidade de luz acaba sendo prejudicada. Aumente o espaço útil dos cômodos para permitir uma maior entrada de luz natural ao ambiente, provocando a sensação de amplitude. Se necessário, faça mudanças mais sérias como derrubar paredes, por exemplo.

- Falta de espaço.

É até um pouco engraçado, mas, sim, queremos espaço por menor que seja o apartamento, não é mesmo? Escolha seus móveis com muita cautela, para que tudo se encaixe de uma maneira harmônica

- Tudo em um.

Quanto mais separações, menor a sensação de espaço, certo? Esta é a hora em que todo a área útil do apartamento pode ser repensada com liberdade. Não exite em derrubar paredes para integrar ambientes como a sala e a cozinha, por exemplo. Outra boa opção é separar os ambientes com estantes vazadas para um visual mais amplo e moderno.

0209-interna

- O apartamento não foi planejado de acordo com as suas necessidades.

Talvez um dos principais problemas dos apartamentos pequenos. Muitas vezes a falta de planejamento acaba prejudicando o espaço interno. Por isso, faça escolhas. Pense sobre seu estilo de vida, se recebe pessoas no seu apartamento com frequência. Depois disso, planeje a casa, desde a decoração até a disposição dos móveis. Um apartamento adaptado às suas necessidades e desejos é a melhor solução para uma boa qualidade de vida.

- Objetos por todo canto.

A famosa “bagunça organizada”. Que tal apostar no espaço aéreo do apartamento? Se o pé-direito for alto, melhor ainda. Estantes em cima das portas, no alto dos corredores, mezanino para acomodar mais uma cama ou até mesmo um miniescritório. Todas essas e muitas outras soluções para um ambiente com mais espaço.

Publicado em Blog
Voltar ao Topo