Itens filtrados por data: Junho 2016

Blog

Itens filtrados por data: Junho 2016

Montar uma dieta balanceada e saudável para o dia a dia pode parecer um desafio. Para quem está acostumado a comer besteiras ou refeições que parecem deliciosas, incorporar produtos orgânicos e ingredientes naturais nas receitas é um grande passo para mudar a alimentação.

Substituir os produtos industrializados pelos orgânicos é uma boa maneira de começar a mudança. Esses alimentos frescos possibilitam uma vida mais nutritiva, por serem ricos em vitaminas, como cálcio e ferro, e não são afetados por substâncias químicas, geralmente advindas dos agrotóxicos adicionados ainda na plantação. Os produtos orgânicos são frequentemente mais saborosos e podem ser encontrados em alimentos como hortaliças frutas, cereais, raízes e muitos outros.

Para tornar a dieta mais natural, o método é somar, e não remover. Você pode acrescentar lanchinhos e alguns alimentos especiais nas suas receitas. Veja aqui alguns exemplos do que você pode fazer para começar a mudança:

1) Diversifique: você precisa variar ao máximo o cardápio para obter tudo que precisa. Além disso, para quem faz refeições fora de casa, fica difícil comer somente alimentos orgânicos, então escolha os que possuem casca mais grossa e menos chance de absorver veneno de agrotóxicos.

2)  Uso de grãos: em seu prato, combine leguminosas com algum tipo de cereal. Existem inúmeras possibilidades de combinações como o clássico “arroz e feijão”, e você sempre poderá variar.

interna

3) Consumo da carne: se você costuma consumir esse alimento com frequência, procure ingerir somente uma porção de um tipo específico, do tamanho da palma da sua mão. Opte por carnes brancas, por serem mais leves e magras, e tente ingeri-las ainda no início do dia (entre 12h e 14h), pois é o momento que nossa capacidade digestiva está mais alta.

interna2

4)  Temperos: além de serem ricos em cálcio, os temperos verdes são facilmente cultiváveis em vasos e fazem muito bem à saúde. Procure adaptá-los em suas receitas, pois darão um aroma especial ao alimento.

5)  Óleos: prefira sempre os de oliva extra virgens prensado a frio. Outra ótima opção de óleo para a cozinha é o de coco, que não perde as propriedades ao ser aquecido, ou a ghee, manteiga clarificada.

6)  Reduza o sal: o uso excessivo desse ingrediente pode causar problemas como retenção de líquido, perda de cálcio pela urina e aumento na pressão arterial. Por isso, tente substituir o uso do sal em demasiado por outros temperos que cumpram a mesma função, como o “gersal” (o sal com gergelim).

7)  Menos doce: o açúcar branco refinado em excesso é prejudicial a nossa saúde. Habitue-se a outras opções, mais saudáveis, como o açúcar de coco, demerara, mascavo, stevia, melado ou agave.

Publicado em Blog

A comemoração nas épocas entre junho e julho é uma prática europeia, mas que se  incorporou à cultura brasileira através da “festa junina”. A festividade no São João é parte do costume em cada canto do país e, para a comemoração ser ainda mais especial, pode acontecer no conforto da sua casa. Para isso, separamos algumas dicas para você organizar a sua própria festa de São João:

Convite
Elabore um convite digital ou impresso com a temática caipira da data. Se a intenção é fazer algo manuseável, inspire-se colocando fitas coloridas ou pedaços de tecido xadrez.

Traje
Quanto mais criativo, melhor! Sugira opções de trajes confortáveis que envolvam a temática da festa, como chapéus de palha, camisas xadrezes, calças ou vestidos remendados.

Comidas
O cardápio da festa de São João pode ser variado, porque existem diversas comidas típicas para essa data. Uma dica é preparar receitas mais elaboradas como canjica, pinhão e milho verde e sugerir aos convidados que contribuam com pratos ou guloseimas, como cocadas, pés de moleque e amendoim doce.

Aqui vai uma lista de alimentos que podem fazer parte da sua comemoração:

Salgados
- Pastel de carne

- Espetinho

- Torta de frango

- Cachorro-quente

Doces
- Pipoca doce

- Bolo de milho

- Arroz-doce

- Maçã do amor

Coquetéis

Todo mundo sabe que o quentão é a especialidade no São João, mas você pode aprimorar a receita fazendo de outros sabores como o quentão paulista, de morango ou com mel e licor. Além dessa especiaria, você também pode servir vinho quente ou batida de frutas.

Decoração
Organizar uma festa junina dentro de casa requer alguns cuidados: o ideal é deixar o espaço livre de obstáculos, por isso arraste os móveis para as extremidades do lugar e garanta que seus convidados não terão dificuldade para circular. Reserve uma superfície – pode ser a mesa da sala – para colocar os comes e bebes. Você pode enfeitar com palha e decorativos como lacinhos.

Se tiver algo que não pode faltar na decoração da sua festa, são as bandeirinhas. Recorte-as de revistas, jornais ou tecidos xadrezes e pendure-as pela casa com barbante.

Brincadeiras
O clima festivo precisa conquistar a todos, por isso, para deixar a festa ainda mais divertida, sugira brincadeiras como cabra-cega, corrida de saco e pau-de-sebo.

Música
Selecione músicas típicas e alegres e monte uma playlist para embalar a sua noite.

2406-interna2

Gostou da ideia? Agora é hora de fazer a lista de seus convidados.

Publicado em Blog

Todo mundo sabe que um lugar difícil de manter organizado é o seu armário. Já pensou manter o de duas pessoas? A bagunça pode fazer parte da rotina de casais que dividem as prateleiras, diariamente ou nos fins de semana, principalmente por questões de espaço e quantidade. Mas ordenar as roupas de vocês não precisa ser tarefa difícil e, para comprovar, separamos algumas dicas:

Reserve espaço para o outro
Se seu/sua companheiro(a) frequenta sua casa muitas vezes durante a semana, não há porque ficar de mochileiro. Por isso, separe prateleiras nicho, já que possuem espaço amplo e versátil para colocar roupas dobradas e enfileiradas, como camisetas, calças, bermudas. Os nichos podem servir como penteadeira para colocar outros pertences e miudezas ou até mesmo os calçados extras. 

Não se esqueça do cantinho para os cabides
Certamente algumas peças de roupa precisarão ficar em cabides. Camisas passadas que correm o risco de amassar ou casacos pesados que ocupem muito espaço em prateleiras, podem ficar pendurados. Separe, pelo menos, quatro cabides no seu guarda-roupa. Uma dica para que a outra pessoa não abuse do espaço – nem da sua colaboração – é comprar um conjuntinho de cabides coloridos e diferentes dos seus. Assim, nenhum invadirá o espaço do outro. As mulheres, em especial, precisam de araras mais altas para que abas de vestidos ou casacos compridos não fiquem com barras dobradas.

imagem1

 

Se já é difícil manter a sua organizada, imagina misturando as peças de duas pessoas. Por isso, o ideal é que cada um tenha a sua própria gaveta.

Você precisa seguir, pelo menos, três critérios de arrumação

 1) Reserve um espaço apenas para guardar esses itens. Você pode criar divisórias e colmeias que auxiliam na organização.

2) Separe calcinhas/cuecas, meias, sutiãs, camisolas, utilizando critério de frequência de uso. É importante que você não divida esse espaço com a outra pessoa, já que se tratam de roupas íntimas.

3) Tente manter as roupas íntimas dobradas, pois irá facilitar na escolha do dia a dia e, além disso, otimiza os espaços na gaveta. Dobre calcinhas, meias, encaixe sutiãs uns nos outros, evitando que as dobras danifiquem a peça.

imagem2

Para manter tudo no lugar, tenha em mente as três regras básicas de organização

·         Depois de definir espaços, a regra é que um não invada o espaço do outro;

·         Não exija que o outro possua o mesmo método de organização que o seu;

·         Não dividam os mesmos espaços, como prateleiras e gavetas;

Anotado? Feliz dia do “calma, vamos organizar as coisas entre a gente”. ;)

 

Publicado em Blog

A cozinha é o local mais frequentado da casa: não há quem duvide disso. E, para transformar o ambiente, você pode começar pela base da decoração, a parede. Um jeito prático de inovar o espaço é usar papéis decorados – supercriativos e práticos. Quando combinados com o resto da decoração, deixam o lugar de cara nova.

Muito popular em países europeus e nos Estados Unidos, a sofisticação dos papéis de parede, unidos à praticidade, tornaram seu uso uma prática comum e requisitada. Com o desenvolvimento da técnica, hoje é possível encontrar os mais diversos modelos, desde os mais simples, com pequenas estampas, aos mais trabalhados e com texturas exóticas. O revestimento da parede da sua cozinha com essa ideia criativa pode trazer diferentes cenários, desde o sofisticado ao mais descontraído, tudo dependerá da sua intenção. Além de serem facilmente aplicáveis, os papéis decorados não exigem mão de obra especializada – a menos que você faça questão – além de a maioria ser antialérgico, antichamas (ideal para cozinhas) e trazerem a sensação de aconchego.

Para escolher o papel de parede ideal, você deve levar alguns pontos em consideração: preparar a parede – certifique-se de que não há irregularidades na superfície como buracos, rachaduras -; conhecer os tipos de materiais – as diferenças de papéis estão nas cores e padronagens, os principais são o vinílico, o tradicional e o TNT -; o formato da aplicação – tenha em mente qual será o local em que você irá investir: meia parede, todas as paredes, uma parede -; e calcular a quantidade necessária.

Na cozinha, as aplicações mais comuns são as que não ocupam todas as paredes, normalmente, apenas uma recebe o papel. Escolha um espaço que será o “ponto focal” e aproveite áreas entre bancadas e armários para usar os papéis decorados, principalmente em cozinhas planejadas. Tente unir a sua escolha com a decoração do ambiente: se os móveis são de cores neutras, você pode usar papéis mais criativos e estampados. Você também pode usar estampas mais simples e que visualmente pareçam materiais mais rústicos ou sofisticados, como tijolos e pedras.

DSC 0873final

 Há uma infinidade de opções para você tornar a sua cozinha ainda mais especial. Escolha a mobília certa e inspire-se para uma decoração criativa e elegante.

Publicado em Blog

Para um ambiente aconchegante e receptivo, o primeiro passo é a organização. Otimizar espaços e manter tudo no lugar são questões que influenciam ambientes menores. Banheiros, escritórios, quartos: não importa qual o lugar da casa, organizadores como gavetas e baús — de diversos tamanhos — podem ser seus aliados na arrumação.

Além de parte da decoração, as gavetas e gavetões, também são organizadores. Podendo estar em diversos lugares da casa, são fundamentais para o aproveitamento de espaços, pois evitam que seus objetos fiquem jogados ou desorganizados pela casa.

Por ser menor que os outros banheiros da casa e receber suas visitas, o lavabo precisa causar boa impressão. Por isso, mantenha sempre objetos de higiene separados: você pode organizá-los em pequenas gavetas para guardar refis de sabonetes líquidos, creme dental, algodão e outros apetrechos que seus convidados podem precisar. Em gavetas maiores, guarde toalhas de rosto limpas, para poder substituir as que já estiverem usadas.

Já em quartos pequenos, o ideal é não deixar a bagunça tomar conta e atrapalhar a decoração. Para isso, evite deixar roupas desdobradas e em cima dos móveis: dobre agasalhos, calças e camisetas e separe-as por cor e usabilidade nas gavetas do roupeiro ou da cômoda. Outras peças menores também merecem atenção: sapatos e acessórios precisam estar organizados, e não escondidos embaixo da cama ou por cima das cômodas. Separe os calçados em pares e organize-os em gavetas compridas, facilitando a visualização; já os acessórios, como cintos, bijuterias e até roupas íntimas podem ser guardados em gavetas com divisórias. As roupas de cama também precisam ter lugar para não ficarem espalhadas e tomarem conta do espaço: lençóis e edredons podem estar organizados nas gavetas do roupeiro, em gavetões acoplados à cama ou até em baús, que podem ser dispostos nos pés ou na cabeceira da cama.

Se o espaço em sua cozinha é reduzido ou se você tem muitos utensílios para organizar, gaveteiros podem ser muito úteis. Organize os talheres mais usados na primeira gaveta e distribua mexedores e faqueiros menos utilizados nas gavetas de baixo. Gavetões com aramados dentro de armários mantém panelas e eletrodomésticos maiores em ordem.

Publicado em Blog
Voltar ao Topo